Pré-candidato do PT, Eduardo Borges, causa repercussão ao denunciar violência política em Nota Pública

Pré-candidato do PT, Eduardo Borges, causa repercussão ao denunciar violência política em Nota Pública

O pré-candidato do PT MS causou grande repercussão na internet ao publicar uma Nota de Esclarecimento na qual ele fala das agressões que vem recebendo nas redes sociais desde que anunciou a sua pré-campanha. Eduardo Borges tem trabalhado para lançar uma candidatura pelo Partido dos Trabalhadores em Mato Grosso do Sul e desde então passou a receber ameaças, ataques e até promessas de atentados segundo informou em nota publicado na sua página oficial.

Procurado pela nossa reportagem Eduardo esclareceu que não é de hoje que vem sendo vítima de todo tipo de ataque e ameaça, segundo o pré-candidato as agressões na internet são maiores quando ele expõe suas propostas e sua história: “é uma nítida manifestação de intolerância política e ideológica, há algumas semanas compartilhei com as pessoas parte da minha história. Trabalhei numa oficina mecânica por mais de 20 anos, sou filho de um mecânico, acho importante na política você não ter vergonha de mostrar quem você é de verdade, seu passado, a grande maioria mandou mensagens de apoio, mas infelizmente algumas pessoas ultrapassam o limite da liberdade de expressão e fizeram ataques pessoais a mim e a familiares meus”.

A violência política nas redes sociais é tema de constantes debates no Tribunal Superior Eleitoral, levantamentos mostram que ela tem alcançado números alarmantes e têm gerados prejuízos nas formas de representação nas câmaras, assembleias e congresso. Segundo especialistas, esse tipo de violência é um dos motivos para o afastamento das mulheres na política. Dados da ONU Mulheres mostram que mais de 80% das mulheres que ocupam um espaço na político já sofreram algum tipo de violência.

Diversas lideranças do PT manifestaram apoio e solidariedade, em comentário postado na página do Eduardo, o Deputado Federal Vander Loubet disse: “estamos juntos Eduardo! Vc já está fazendo a diferença não só em Paranaíba, mais na região. Abraço companheiro.” O pré-candidato ao Senado Federal pelo PT, Tiago Botelho, também se manifestou e orientou buscar medidas legais àqueles que desrespeitam o pluralismo político. Centenas de pessoas registraram comentários de solidariedade e disseram palavras de ânimo e encorajamento.

Eduardo Borges falou à nossa reportagem que permanecerá viajando pelo estado em pré-campanha e destacou a importância do respeito, “é preciso termos tolerância e sabermos respeitar opiniões diferentes da nossa, não é ofendendo, xingando, agredindo que faremos as pessoas a aceitarem nossas ideias”. Apesar da escalada da violência, o pré-candidato de 35 anos, acredita que no final, a democracia vencerá e que as instituições de direito e políticas no Brasil estão consolidadas, “são fortes o suficientes para não retrocederem à ideias ditatoriais, o Brasil conquistou sob duras penas a um sistema democrático que permite o pluralismo político, não será uma minoria que na ilegalidade imporá opiniões que já foram vencidas pela Constituição de 88”, finalizou Eduardo Borges.

Leia na íntegra a Nota de Esclarecimento que o pré-candidato publicou e circula nas redes sociais clicando AQUI

Pablo Nogueira

Pablo Nogueira

Jornalista, fotógrafo, editor chefe do portal InterativoMS e apaixonado por inovação e política.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: