ParanaíbaPolíciaÚltimas notícias

Polícia Civil de Paranaíba registra dois novos casos de estelionato

Polícia Civil de Paranaíba registra dois novos casos de estelionato nas últimas 24 horas, deixando uma idosa de 79 anos e uma mulher de 37 anos como vítimas dos criminosos. Os golpistas conseguiram enganar as vítimas, levando-as a realizar transações bancárias em favor dos estelionatários.

O primeiro caso foi registrado na quinta-feira (20) por volta das 17h06, quando uma mulher de 37 anos procurou a Delegacia de Polícia Civil de Paranaíba para denunciar o hackeamento da conta de Instagram de sua amiga. Desavisada, a vítima acabou efetuando um pagamento via PIX, acreditando que estava passando para sua amiga. Mais tarde, ao entrar em contato por telefone com a verdadeira amiga, ela descobriu que o dinheiro foi depositado para outra pessoa que se passava pela amiga e perdeu cerca de R$ 1.000,00 (MIL REAIS). A vítima afirmou que não tem informações sobre o golpista e que já foi bloqueada nas redes sociais pela pessoa que se passou por sua amiga.

O segundo registro ocorreu por volta das 20h35, quando uma idosa de 79 anos compareceu à unidade policial. Ela relatou ter recebido mensagens de um número de celular, identificando-se como sua filha e pedindo dinheiro para o conserto de um aparelho celular, prometendo reembolsar o valor posteriormente. Acreditando estar realmente em contato com sua filha, a idosa transferiu o valor de R$ 1279,00. No entanto, ao entrar em contato com a filha através do número de telefone comumente usado por ela, a idosa percebeu que havia caído em um golpe financeiro.

O estelionato é uma modalidade de crime que tem se tornado cada vez mais frequente, explorando a ingenuidade e a confiança das pessoas para enganá-las e obter benefícios financeiros indevidos. Esse tipo de golpe muitas vezes utiliza meios digitais, como o PIX, para facilitar as transações fraudulentas.

Medidas de Prevenção

Para evitar ser vítima de golpes de estelionato, é fundamental estar atento aos seguintes pontos:

    Desconfiar de pedidos de dinheiro ou informações pessoais por meio de mensagens de texto ou redes sociais, mesmo que aparentem ser de conhecidos.

    Verificar cuidadosamente os dados de contato da pessoa que faz a solicitação, buscando confirmar sua identidade através de outros meios de comunicação.

    Não realizar transferências ou pagamentos sem antes confirmar a veracidade do pedido com a pessoa supostamente necessitada.

    Manter-se atualizado sobre os golpes mais comuns em circulação e compartilhar informações com familiares e amigos para aumentar a conscientização.

A colaboração da população é fundamental para combater esse tipo de crime e evitar que mais pessoas se tornem vítimas de golpes de estelionato.

Lembre-se: prevenir é sempre a melhor estratégia contra golpes.

nas últimas 24 horas, deixando uma idosa de 79 anos e uma mulher de 37 anos como vítimas dos criminosos. Os golpistas conseguiram enganar as vítimas, levando-as a realizar transações bancárias em favor dos estelionatários.

O primeiro caso foi registrado na quinta-feira (20) por volta das 17h06, quando uma mulher de 37 anos procurou a Delegacia de Polícia Civil para denunciar o hackeamento da conta de Instagram de sua amiga. Desavisada, a vítima acabou efetuando um pagamento via PIX, acreditando que estava passando para sua amiga. Mais tarde, ao entrar em contato por telefone com a verdadeira amiga, ela descobriu que o dinheiro foi depositado para outra pessoa que se passava pela amiga e perdeu cerca de R$ 1.000,00 (MIL REAIS). A vítima afirmou que não tem informações sobre o golpista e que já foi bloqueada nas redes sociais pela pessoa que se passou por sua amiga.

O segundo registro ocorreu por volta das 20h35, quando uma idosa de 79 anos compareceu à unidade policial. Ela relatou ter recebido mensagens de um número de celular, identificando-se como sua filha e pedindo dinheiro para o conserto de um aparelho celular, prometendo reembolsar o valor posteriormente. Acreditando estar realmente em contato com sua filha, a idosa transferiu o valor de R$ 1279,00. No entanto, ao entrar em contato com a filha através do número de telefone comumente usado por ela, a idosa percebeu que havia caído em um golpe financeiro.

O estelionato é uma modalidade de crime que tem se tornado cada vez mais frequente, explorando a ingenuidade e a confiança das pessoas para enganá-las e obter benefícios financeiros indevidos. Esse tipo de golpe muitas vezes utiliza meios digitais, como o PIX, para facilitar as transações fraudulentas.

Medidas de Prevenção

Para evitar ser vítima de golpes de estelionato, é fundamental estar atento aos seguintes pontos:

    Desconfiar de pedidos de dinheiro ou informações pessoais por meio de mensagens de texto ou redes sociais, mesmo que aparentem ser de conhecidos.

    Verificar cuidadosamente os dados de contato da pessoa que faz a solicitação, buscando confirmar sua identidade através de outros meios de comunicação.

    Não realizar transferências ou pagamentos sem antes confirmar a veracidade do pedido com a pessoa supostamente necessitada.

    Manter-se atualizado sobre os golpes mais comuns em circulação e compartilhar informações com familiares e amigos para aumentar a conscientização.

A colaboração da população é fundamental para combater esse tipo de crime e evitar que mais pessoas se tornem vítimas de golpes de estelionato.

Lembre-se: prevenir é sempre a melhor estratégia contra golpes.

Pablo Nogueira

Jornalista, fotógrafo, editor chefe do portal InterativoMS e apaixonado por inovação e política.

Deixe uma resposta