Mato Grosso do SulÚltimas notícias

Mulher com deficiência intelectual é vítima de estupro no caminho da escola

Uma chocante e angustiante situação ocorreu recentemente em Campo Grande capital de Mato Grosso do Sul, onde uma mulher de 44 anos com Deficiência Intelectual (PCD) foi brutalmente estuprada durante seu trajeto matinal para a escola. O agressor, um homem de 28 anos, foi detido e levado à Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam), onde responde pelas alegações que abalaram uma comunidade e ressaltaram a necessidade de uma ação firme contra a violência de gênero.

De acordo com informações disponíveis, a vítima, uma mulher corajosa e determinada, partiu de sua residência em torno das0 6h40, um trajeto que normalmente percorre sozinha e que deveria conduzi-la à escola antes das 7 horas da manhã. No entanto, sua ausência prolongada levantou preocupações.

A verdade terrível veio à tona quando, por volta das 10h, ela finalmente chegou à escola estadual em estado deplorável, com marcas de agressão visíveis e uma aparência descuidada. O diretor da instituição, ao perceber a situação, imediatamente agiu e notificou a família da vítima.

Confrontada pelos familiares, a mulher com dificuldades cognitivas descreveu um pesadelo vivido em seu caminho para a escola. Ela detalhou como foi abordada por um residente da região, que a coagiu até um terreno abandonado, onde ele cometeu o ato hediondo.

A terrível agressão resultou em arranhões nas costas da vítima, evidência visível de sua luta e sofrimento. Posteriormente, ela foi levada à delegacia, onde passou por exames médicos detalhados e sensíveis, a fim de documentar as agressões e coletar evidências cruciais para o caso.

Testemunhas locais relataram que o agressor já havia sido visto importunando outras mulheres nas ruas da região, lançando luz sobre um padrão preocupante de comportamento.

O agressor, após ser detido por familiares, aguardou a chegada da Polícia Militar, que o levou à Deam. No sistema de justiça, o caso foi registrado no dia 19 deste mês como estupro de vulnerável, um delito que carrega sérias consequências legais. Esse ato de violência chocante serve como um lembrete urgente de que a segurança de todos os membros da sociedade, independentemente de suas capacidades ou vulnerabilidades, deve ser uma prioridade inegociável

Pablo Nogueira

Jornalista, fotógrafo, editor chefe do portal InterativoMS e apaixonado por inovação e política.

Deixe uma resposta