Macabro: furto de corpos em cemitério choca MS

O furto dos corpos de um bebê e de uma adolescente no cemitério de Ponta Porã, Mato Grosso do Sul, está sendo investigado pela Polícia Civil. O crime, ocorrido no último sábado, 18 de maio, é inédito para o delegado Maurício Moura Vargas, que trabalha em Ponta Porã e Aral Moreira.

No local do furto, a perícia realizou exames para identificar os responsáveis. A polícia segue uma linha de investigação, mas o delegado Vargas diz que ainda é cedo para conclusões definitivas. As respostas da perícia são aguardadas com urgência.

O delegado afirmou que, enquanto esteve à frente da 1ª Delegacia de Ponta Porã, nunca houve um furto semelhante. Embora a fronteira com Pedro Juan Caballero seja conhecida por crimes violentos, este caso é especialmente incomum.

Maurício Vargas, que atua em Aral Moreira durante a semana e em Ponta Porã nos finais de semana, destacou a dificuldade de localizar os suspeitos devido à raridade do crime. Equipes do Setor de Investigações Gerais (SIG) também estão envolvidas nas investigações.

Familiares da adolescente e outras testemunhas foram ouvidos pela polícia. A Prefeitura Municipal exonerou um vigia após o furto, conforme publicado no Diário Oficial desta segunda-feira (20). O secretário de Segurança municipal, Candinho Gabínio, disse que a exoneração não está diretamente relacionada ao furto, mas que a administração pública continua a apuração interna do caso.

Na manhã seguinte ao crime, o Secretário Adjunto de Administração coletou informações no local. Um processo administrativo disciplinar será instaurado para investigar possíveis omissões ou falhas.

O crime foi registrado na Delegacia de Ponta Porã como destruição, subtração ou ocultação de cadáver. A adolescente havia sido sepultada há 15 dias. Além do túmulo dela, outros dois, de bebês, também foram violados. O vigia encontrou as covas abertas às 6h do domingo, 19 de maio, acionando imediatamente a Polícia Militar, a Guarda Municipal e a Polícia Civil.

Jornalista, fotógrafo, editor chefe do portal InterativoMS e apaixonado por inovação e política.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.