fbpx

Deus tirano ou bondoso?

Deus tirano ou bondoso?

Quem é Deus para você, um velhinho bondoso, caridoso, um ser majestoso, poderoso, onipotente, ou o controlador do universo, grande tirano, ou um verdadeiro justiceiro?

No meio evangélico muito se ouve falar desse Deus justiceiro, tirano, bondoso, poderoso, mas o intuito do artigo não é descobrir quem é Deus, já que esta descrição depende do seu ponto de vista, independente da sua religião.

A discussão filosófica no ocidente da existência de Deus começou com Platão e Aristóteles, que formularam argumentos que hoje podem ser classificados como cosmológicos. Mais tarde, Epicuro formulou o problema do mal: se Deus é onipotente, onisciente e benevolente, por que o mal existe? O campo da teodiceia surgiu a partir de tentativas para responder a esta pergunta. Outros argumentos a favor da existência de Deus foram propostos por Santo Anselmo, que formulou o primeiro argumento ontológico, e Tomás de Aquino, que apresentou suas próprias versões do argumento cosmológico (o argumento Kalam e a primeira via, respectivamente), Descartes que disse que a existência de um Deus benevolente era logicamente necessária, e Immanuel Kant, que argumentou que a existência de Deus pode ser deduzida a partir da existência do bem. Pensadores que forneceram argumentos contra a existência de Deus incluem David HumeNietzsche e Bertrand Russell. Na cultura moderna, a questão da existência de Deus tem sido discutido por cientistas como Stephen HawkingRichard DawkinsJohn Lennox e Francis Collins assim como os filósofos, incluindo Daniel Dennett, Richard Swinburne, William Lane Craig, Michael Tooley e Alvin Plantinga, (Wikipédia, 2012).

A descrição de Deus ou quem ele é, sempre foi alvo de estudo ou de discussão, o que deixa claro que cada filosofo ou pessoa tem seu ponto de vista, por este motivo o intuito não é descrever Deus, mas sim entender que Deus não é responsável pelos fatos que acontecem em sua vida, mas sim, que você é o responsável, capaz, tomador de decisões a cada segundo.

Mas se fizer uma análise verá que a humanidade de forma geral evoluiu, mas em relação a fé ainda apesar ser uma cultura monoteísta (acreditar em único Deus), as pessoas ainda se comportam como na antiga Grécia, antes de Sócrates trazer seus fundamentos filosóficos. Tal comentário se deve ao fato de que hoje as pessoas atribuem os acontecimentos de sua vida a Deus, quando ruins Deus está tratando e bons Deus está abençoando, atribuindo a responsabilidade de escrever a sua história a Deus, dá até a impressão que o ser humano é apenas uma marionete nas mãos de Deus, neste momento eu lhe faço uma pergunta, cadê o resultado de escolhas versus atitudes?

Deus existe sim, podendo este abençoar, fazer justiça, mas ele deu livre arbítrio para seus filhos, dando a liberdade para escreverem suas próprias histórias e não serem bonecos, mas é muito mais fácil tirar essa responsabilidade de si, pensar ou falar que é porque Deus quis.

 Cada um examine os próprios atos e então poderá orgulhar-se de si mesmo, sem se comparar com ninguém, pois cada um deverá levar a própria carga. Não se deixem enganar, de Deus não se zomba. Pois o homem que semear isso também colherá. Quem semeia para a sua carne, da carne colherá destruição, mas quem semeia para o Espirito colherá a vida eterna, (Gálatas 6:4;5;7;8).

Tudo é permitido, mas nem tudo convém, tudo é permitido, mas nem tudo edifica, (1 Coríntios: 10.23).

Nestes versículos da Bíblia, fica claro, o que acontecerá em sua vida, será de acordo com o seu plantio, ou seja, de acordo com as suas escolhas e atitudes, pode você plantar uma melancia e colher uma laranja? Impossível.

Que a partir deste momento quando algo não estiver bem em sua vida, não culpe Deus ou pessoas que estão a sua volta, mas faça uma análise sobre o seu comportamento, sobre suas atitudes, suas escolhas, certamente achará a resposta para seus questionamentos e para muitos acontecimentos de sua vida.

Reflita e se responsabilize por você e pelas escolhas que faz.

Rose Queiroz é formada em administração e filosofia, com especializações em docência do ensino superior, gestão de pessoas, psicologia organizacional e empreendedora do grupo Hinode
Whats


Da redacao

Da redacao

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: