Crime macabro: jogada na pedreira, menina de 11 anos foi estuprada pelo tio antes de morrer

Crime macabro: jogada na pedreira, menina de 11 anos foi estuprada pelo tio antes de morrer

O quinto envolvido no assassinato da menina de 11 anos, Raíssa da Silva Cabreira, de 11 anos, que foi jogada de uma pedreira na cidade de Dourados a 225 quilômetros de Campo Grande, foi preso nesta terça-feira (10) pela polícia, o homem de 34 anos é tio da criança.

Segundo o delegado Erasmo Cubas, o tio que já abusava da menina desde os 5 anos dela, flagrou o momento em que os quatro acusados do crime estupravam a menina. Ele acabou participando da sessão de estupros contra a sobrinha que havia arrastada para o local pelos autores, que planejaram o crime de estupro.

Ainda de acordo com o delegado, os acusados embebedaram a criança para continuar a cometer os abusos, e quando ela recobrou a consciência e tentou s desvencilhar dos autores, foi arrastada para a beirada da pedreira, quebrando os braços e uma tentativa de se defender, mas acabou jogada viva de uma altura de 20 metros.

Três adolescentes, um jovem e o tio da criança foram detidos e levados para a delegacia.  O laudo do exame feito na vítima constatou o estuprada. Ela tinha lacerações nos órgãos genitais. Ao todo sete pessoas foram levadas para a delegacia para serem ouvidas, nesta segunda (9).

O corpo de Raíssa, indígena da etnia Kaiowá, foi encontrado dilacerado com a queda de um paredão entre as aldeias Bororó e Jaguapiru. Devido aos múltiplos ferimentos pelo corpo, apenas o laudo pericial irá confirmar se ela foi estuprada, uma vez que ela estava com as roupas abaixadas, após sofrer uma queda de cerca de 20 metros. A perícia inicial no corpo apontou uma lesão grave no quadril.

Informações são de que a menina teria passado a tarde com familiares na pedreira. O local é costumeiramente utilizado pelos indígenas de duas aldeias para consumo de bebidas alcoólicas e até uso de drogas, uma vez que fica entre as aldeias Bororó e Jaguapiru.

Fonte: MidiaMax

Da redacao

Da redacao

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: