Boa Tarde, seja bem-vindo ao nosso portal

Paranaíba - MS,

Juíza marca audiência em caso que pode cassar prefeito de Paranaíba

Testemunhas serão ouvidas em caso que investiga suposta distribuição de combustível

Última Atualização: 20/4/2017 18:04:12

Pablo Nogueira





A Juíza Eleitoral de Paranaíba, Nária Cassiana Silva Barros, marcou para a próxima quinta-feira (27), uma audiência para ouvir testemunhas no caso que corre contra a coligação “Paranaíba Acima de Tudo” que elegeu o atual prefeito do município, e que investiga um suposto abuso de poder econômico e sufrágio de votos.





No despacho, a magistrada marca as oitivas das testemunhas arroladas por duas pessoas supostamente envolvidas no caso e também pelas indicadas pelo Ministério Público Estadual e pela coligação investigada. Ainda no despacho, a juíza afirma que novas diligências podem ser realizadas se necessário.





Ainda conforme a publicação no processo, nenhuma das partes envolvidas refutou o laudo pericial, feito pela Polícia Federal, nos aparelhos apreendidos durante as investigações.




O caso

O então juiz da vara eleitoral de Paranaíba Cássio Roberto dos Santos admitiu, em despacho emitido, a possibilidade de ter mesmo ocorrido crime eleitoral nas eleições de Paranaíba, por parte da coligação “Paranaíba Acima de Tudo”, de Miziara.





A representação eleitoral foi formulada pela coligação “Coragem para Mudar”, do candidato Maycol Henrique Queiroz Andrade (Maycol Queiroz – PDT), com base no art. 41-A da Lei 9.504/97, que versa sobre as normas eleitorais, indicando suposta captação de votos por parte do adversário.





A acusação diz que houve “distribuição indiscriminada de combustível com a finalidade de obtenção de voto de eleitor”. Sustenta ainda que a denúncia se fundamenta por meio de provas de operação bancária simulada, de requisições de combustíveis feitas em nome de uma propriedade rural e do cunhado do candidato Ronaldo, além de mensagens de whats app que teriam sido enviadas a uma funcionária do posto, por um dos coordenadores de campanha do candidato em questão, o ex-vereador Cláudio Eduardo Agi.
Compartilhar