Boa Tarde, seja bem-vindo ao nosso portal

Paranaíba - MS,

Servidores públicos de Paranaíba denunciam jornada de trabalho abusiva

Servidores estariam trabalhando 8 horas seguidas sem direito a descanso e cumprindo mais de 10 horas de trabalho ao dia.

Última Atualização: 23/2/2017 09:05:50



Pablo Nogueira





O Sindispar (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Paranaíba), realizou uma assembleia na terça-feira (21) para discutir as mudanças implantadas pelo prefeito Ronaldo Miziara ,   que estão deixando descontentes boa parte dos servidores do município.









O principal assunto da noite foi a mudança na carga horária dos servidores, que passou de 6h para 8h a carga horária.  O presidente do Sindispar, Antônio Marcos Ferreira da Silva, demonstrou a insatisfação dos servidores.








 Segundo o sindicalista a medida visa tapar buracos, para que não se contratem mais servidores, e afirmou que a melhor saída seria duas etapa diárias de 4h . "Eles estão pressionando o servidor para trabalhar mais para que possam tapar os buracos deixados nas escolas e creches, mas isso não está dando certo. Se o prefeito quer implantar jornada de 8 horas, então que faça dois turnos de 4 horas", afirmou.









Marcos chamou de desrespeitosa as medidas do prefeito. "Isso não se faz, eles têm tomado decisões sem consultar os servidores. Outra coisa grave são as remoções, trocam os funcionários de lugar sem nenhum documento, apenas por boca. O Sindicato está orientando para que os servidores não aceitem esse desrespeito", exclamou o presidente.












Os servidores entravam às 6h na escola e encerravam seu horário às 12h. com a mudança implementada os servidores sairão 14h, e passarão mais de 8h sem almoço ou descanso. 











O sindicalista também denuncio o uso de estagiários para fins não permitidos nos contratos feitos pelo IEL . "Estão sendo usados estagiários do IEL para trabalhar no lugar de funcionários públicos, coisa que não é permitida, pois os estagiários são para auxiliar e não para prestar mão de obra barata", lamenta o presidente.











Segundo Antônio Marcos, a insatisfação vai além dos servidores administrativos que estiveram presentes na noite de terça-feira (21), em outra reunião com os servidores da Secretaria de Obras também houveram denúncias de servidores que chegam a trabalhar 10 horas por dia. 









"As equipes de limpeza, da zona rural, trabalham até 10 horas, pois eles precisam terminar o serviço. Nós já fizemos uma reunião e vamos cobrar as horas extras e gratificações, isso não é favor, é obrigação, é direito deles", afirmou o presidente.





Últimas notícias


Mãe denuncia descumprimento de horário de médico e vacinação em posto de saúde em Paranaíba
Prefeitura divulga atrações do Carnaíba 2017 apenas com shows de bandas locais
Polícia Militar de Paranaíba ajuda criança perdida a reencontrar a mãe
Compartilhar